O GRANDE CICLO DA BOLSA DE VALORES

O GRANDE CICLO DA BOLSA DE VALORES

Você não precisa passar a vida inteira investindo
na bolsa para multiplicar o seu patrimônio de forma significativa. Cinco anos ou menos
pode ser o suficiente se você pegar um ciclo de crescimento da economia. “Caramba! O que é isso?! O que é isso?!”. O que eu vou mostrar para você agora tenho
quase certeza que você nunca ouviu falar. Vou te mostrar com dados, gráficos e matemática,
vou provar para você, como é fácil enriquecer na Bolsa de Valores.
Apesar de a gente escutar muita gente falar, erroneamente, que a Bolsa é arriscada ou
que muita gente perde dinheiro nela, e perde mesmo, se não souber o que está fazendo,
a Bolsa de Valores também é o único lugar onde você escuta falar que muita gente ficou
milionária. Se a gente não contar com herança ou prêmio de loteria, duas opções muito
raras de acontecer, só existem duas maneiras de enriquecer na vida: empreendendo com sucesso
ou investindo de forma correta no mercado de ações, na Bolsa de Valores.
Observem bem este gráfico. Ele representa o crescimento da Bolsa de Valores no Brasil,
nos últimos 55 anos. Ele mostra os quatro grandes ciclos de crescimento da economia,
e o indício de que, muito possivelmente, estamos diante do provável início do 5°
grande ciclo da economia e da volta do grande crescimento da nossa Bolsa de Valores.
A economia melhora ou piora em ciclos, e quando eles chegam costumam durar muitos anos, uma
média de 5 a 10 anos aproximadamente. Os ciclos de alta já aconteceram no Brasil
quatro vezes nos últimos 55 anos. São raras as oportunidades durante a vida para multiplicar
o seu patrimônio investido na Bolsa, através de altas de mil, dois mil ou até três mil
por cento em poucos anos. Ninguém pode definir uma data certa para
o próximo grande ciclo, mas sabemos que essas longas tendências de alta tem os requisitos
para ocorrer no novo governo de Jair Bolsonaro, tão aguardado pelo mercado, que tem todas
as características para a nossa economia voltar a crescer de forma consistente num
futuro breve. Estar ou não preparado ou preparada para este evento, é o que fará toda a diferença.
Investir na Bolsa em tempos difíceis no meio de crises econômicas e políticas, como as
que vivenciamos na última década, é uma tarefa muito mais difícil, mas já demonstramos
nesse canal que ainda assim os dividendos e os juros sobre capital próprio, que são
pagos pelas empresas, sobre os lucros, têm sido o investimento infinitamente maior e
mais seguro do que qualquer aplicação bancária. Se é possível enriquecer nos ciclos de baixa
da Bolsa, quanto mais quando temos a oportunidade de investir no decorrer de um grande ciclo
de crescimento econômico, quando a valorização constante da Bolsa se prolonga por vários
anos. Nesses períodos o esforço do investidor é bem menor. Até os menos experientes ganham
muito dinheiro na Bolsa quando a tendência é favorável. Se você sabe o que está fazendo,
você se torna um candidato a fazer fortuna com muito menos recursos.
Podemos comparar isso com as aves em dia de vento, onde a pequena técnica adquirida,
a do menor esforço, faz ela chegar muito mais longe, apenas planando, sem precisar
sequer bater suas asas. Quando você está a favor do vento ou dentro de um grande ciclo
de alta na Bolsa, você só precisa ter domínio da técnica para se manter quieto e planando
rumo ao sucesso financeiro e a fortuna, onde o dinheiro trabalha para você, onde o vento
está a seu favor e você não precisa mais ficar correndo atrás do dinheiro.
É durante períodos de crescimento econômico do país que as grandes tendências de alta,
nos negócios e na bolsa se formam, e boa parte da população fica de fora desses investimentos.
No menor sinal de prosperidade da economia, as pessoas que não entendem de investimento
tendem a acreditar que o bom momento da economia será eterno. Nos bons momentos da economia
elas costumam gastar tudo o que ganham no consumismo, fazem várias dívidas, compram
carros e imóveis financiados, fazem viagens, desperdiçando dinheiro com extravagâncias,
e jogam pela janela uma oportunidade única de acumularem, multiplicar patrimônio, que
o fará viver de renda, e perdem justamente a oportunidade que lhes poderia trazer tranquilidade
para sempre. Somente uma pequena parte da população tem o conhecimento necessário
para aproveitar essas janelas de oportunidades para ganhar mais, investir melhor e construir
um patrimônio que garanta tranquilidade em qualquer cenário econômico no futuro.
Observe como se formam os últimos grandes ciclos econômicos no Brasil e quais foram
os impactos da Bolsa de Valores. O primeiro grande ciclo da Bolsa de Valores
no Brasil aconteceu entre a década de 60 e 70. O milagre econômico promovido através
de diversas medidas políticas e econômicas, que resultaram na recuperação da economia
e na alta da Bolsa. A Bolsa registrou alta de 2931% em apenas seis anos, entre os anos
de 1965 até 1971. O crescimento foi interrompido pela crise mundial do petróleo em 73 e em
79, e a alta dos juros nos Estados Unidos. Se fosse possível obter uma rentabilidade
de 2931% nos dias de hoje, em um próximo grande ciclo de crescimento, seria possível
transformar o valor de um carro de 50 mil reais em 1.465.500 reais em apenas seis anos.
Com 100 mil reais você teria 2.900.000 reais. Seria o mesmo que trocar o seu próprio carro
zero km, por uma situação financeira mais confortável pelo resto da sua vida. Com apenas
0,5% ao mês de rentabilidade ao mês acima da inflação, esse 1.400.000 reais seria
suficiente para garantir uma renda vitalícia de mais de sete mil reais por mês para sempre.
Certamente isso aumentaria o seu nível de tranquilidade financeira por toda a sua vida.
Seria um impulso fabuloso para qualquer projeto de independência financeira. Lembrando que
estamos falando do espaço de tempo de apenas seis anos. Imagine se você adota essas técnicas
de Bolsa de Valores para o resto da sua vida? Imagine se você consegue se libertar da escravidão
financeira, imposta pelo sistema, dos bancos e do governo, e transforma a sua vida financeira
para muito melhor definitivamente através da Bolsa de Valores, como uma prática diária,
mensal, que faça parte da sua vida sempre? Quando eu falo de uma rentabilidade de 2931%
em apenas seis anos, isso significa 72 meses. Isso é o mesmo que rentabilizar o seu dinheiro
com uma taxa de 4,8% ao mês, quase 5% ao mês, algo inimaginável em qualquer tipo
de aplicação em produtos bancários ou títulos do governo como tesouro direto. É como ganhar
mais de 10 vezes mais o que os bancos nos oferecem.
O segundo grande ciclo da Bolsa de Valores aconteceu no início dos anos 80. O mundo
estava se recuperando ainda, saindo da crise do petróleo. Os juros dos Estados Unidos
estavam caindo. Investidores buscavam uma oportunidade nos mercados emergentes. A Bolsa
brasileira subiu 1573% em apenas dois anos e oito meses, entre os anos de 1983 e 1986.
De novo, apenas algumas poucas pessoas que sabiam investir na Bolsa fizeram fortuna,
em um curto espaço de tempo. Não é a toa que o mega investidor brasileiro
Luiz Barsi Filho, um investidor que começou do zero, há 40 anos atrás, com dinheiro do
seu salário, conseguiu juntar quase dois bilhões de reais na Bolsa de Valores brasileira.
O Luiz Barsi tirou proveito dos quatro grandes ciclos da Bolsa de Valores brasileira.
E quer saber mais uma coisa? Nos ciclos de baixa, mesmo em queda, a Bolsa ainda é mais
rentável que qualquer aplicação bancária. O Luiz Barsi sempre aproveitava, e ele ensina
isso até hoje, ele aproveitava para comprar ações de boas empresas a preços mais baratos,
descontados como se diz nesse mercado, ou seja, ações de empresas excelentes, lucrativas,
rentáveis, mas com preço de liquidação. É importante destacar também que essa alta
é uma média, pois estamos avaliando o índice Bovespa. Esse índice Bovespa mede o desempenho
apenas das principais ações negociadas na Bolsa, e não necessariamente as que mais
valorizam. Nesses grandes ciclos, as ações de praticamente todas as grandes empresas sofrem grandes valorizações
positivas, até mesmo as ações das empresas menores, ou com menor liquidez. Todas elas
se valorizam, mas é importantíssimo perceber que fora dessa média, é possível observar
ações com valorizações bem maiores do que a média. Mesmo assim com ganho médio
de 1573% em dois anos e oito meses, 32 meses apenas, seria possível transformar aqueles
10 mil reais que você gastaria numa viagem internacional, em 150 mil reais, e com isso
você poderia viajar bem mais nos anos seguintes, nos anos de crise, que ocorre depois dos anos
de crescimento. Se nós considerarmos uma rentabilidade de 1573% em dois anos e oito
meses, ou seja, 32 meses, isso é o mesmo que rentabilizar o seu dinheiro com uma taxa
de 9,2% ao mês. De novo, isso é cerca de 10 vezes mais do que um banco nos oferece
por mês. O terceiro grande ciclo da Bolsa de Valores
no Brasil foi marcado pelo impeachment do presidente Fernando Collor. Naquele tempo
o governo adotou diversas medidas para a abertura da economia. No governo Itamar e Fernando
Henrique, medidas foram adotadas para estabilizar a inflação e o câmbio. A Bolsa de Valores
cresceu 3415% no decorrer de seis anos e cinco meses, entre 1991 e 1997.
Uma rentabilidade de 3415% em 77 meses é equivalente a um investimento que rende 4,73%
ao mês, ou 74% ao ano. Com essa rentabilidade seria possível transformar 50 mil reais em
1.707.000 reais em apenas seis anos. Se no lugar de você investir na renda variável,
na Bolsa de Valores, durante o grande ciclo, você investisse 50 mil reais em algum investimento
de renda fixa, com taxa de 0,5% ao mês, por 77 meses, você só conseguiria 73 mil reais.
Veja que existe uma grande diferença, absurda, entre estar dentro ou fora da Bolsa durante
esses grandes ciclos de crescimento. É bem mais simples reclamar da fortuna dos mais
ricos, do que adquirir o conhecimento necessário para enriquecer como eles enriquecem, nos
momentos de grande crescimento da economia. O quarto grande ciclo da Bolsa de Valores
no Brasil durante o segundo governo de Fernando Henrique Cardoso, diversas medidas ajudaram
a estabilizar a nossa moeda e a reduzir a inflação de forma consistente. Através
do Plano real, a economia se preparou para aproveitar o grande ciclo de valorização
das commodities durante o primeiro governo Lula. Esse foi o último grande ciclo, que
registrou alta de 2051% na Bolsa em cinco anos e sete meses. Esse foi o equivalente
a uma rentabilidade de 4,68% ao mês, durante 67 meses, ou 73% ao ano.
Existem muitos casos de investidores que hoje são milionários ou bilionários, graças
a esse último ciclo. Um investidor mais experiente que tivesse investido um milhão, com essa
rentabilidade no último grande ciclo, teria acumulado um patrimônio de 20.510.000 reais
em apenas cinco anos e sete meses. Isso é dinheiro suficiente para conseguir mais de
100 mil reais por mês de renda passiva para viver. 100 mil reais por mês de forma vitalícia,
com rendimento de renda fixa de apenas 0,5% ao mês. Ou seja, se continuar aplicando na
Bolsa vai ganhar muitíssimo mais do que isso. Mas se você ganhasse os 100 mil por mês,
seria garantia de uma independência financeira de altíssimo padrão.
O futuro e 5º grande ciclo da Bolsa de Valores no Brasil pode estar muito próximo de acontecer.
Entre o auge da crise que envolveu o impeachment da Dilma e as eleições de 2018, a Bolsa
já valorizou mais de 130%. Durante o governo Temer algumas medidas ajudaram a reduzir os
juros de 14,25% ao ano, para 6,5% ao ano. A inflação que chegou a atingir dois dígitos
no final de 2015, 10,67%, caiu para algo próximo a 3% nos dias de hoje. Isso foi o suficiente
para uma recuperação da Bolsa que dobrou o patrimônio de muitos investidores, entre
os anos de 2016 e 2018, apenas dois anos. Ou seja, o Brasil com o novo governo de Jair
Bolsonaro tem tudo para proporcionar o novo grande ciclo da Bolsa de valores brasileira,
e essa pode ser a sua chance de enriquecer. Se você ainda não tem muito para começar,
lembre-se, que diferente do que muita gente pensa ou fala, não é preciso muito para
começar na Bolsa. Invista em conhecimento. Qualquer investimento em Bolsa de Valores
nesse momento histórico da economia brasileira pode ser a sua oportunidade de reescrever
a história da sua vida. Lembre-se de que de tudo o que aqui foi
falado, consideramos apenas a variação dos preços das ações, compostas pelo índice
Bovespa, nos períodos. Percebam que em nenhum momento eu considerei a distribuição dos
dividendos, dos lucros excedentes, dos juros sobre capital próprio.
A grande realidade é que na Bolsa se ganha tanto mais, que por ser renda variável, nem
sempre nós temos como estimar, mas com o tempo de mercado você vai descobrir que a
Bolsa de Valores é do povo e é o melhor lugar para se estar. É surpresa boa atrás
de surpresa melhor ainda, todo o tempo. Dê uma oportunidade a você mesmo e faça
como milhares de brasileiros que resolveram pensar fora da caixa, que resolveram pensar
grande, que resolveram quebrar paradigmas pessoais, enraizados, e perceber que existem
caminhos alternativos ao que nos é imposto pela publicidade maciça do sistema financeiro,
que escraviza quem não tem educação financeira. Conheça o testemunho em vídeo de milhares
de brasileiros em mais de 12 países, que já fizeram o curso “Como Enriquecer na
Bolsa”, e acesse o site comoenriquecernabolsa.com.br e veja lá você mesmo, com seus próprios
olhos, o que a educação financeira está fazendo pelo Brasil hoje, e o que ela pode
fazer pela sua vida, da sua família e dos seus sonhos.
Se você quer se manter informado sobre investimentos que enriquecem, assine este canal e compartilhe
essa ideia com alguém que você conheça. E aqueles que fizerem o seu primeiro milhão
na Bolsa de Valores, com os conhecimentos adquiridos nesse canal e no curso “Como

 

Enriquecer na Bolsa”, tem que pagar o meu almoço, seja em que país eu estiver, como
tantos alunos meus já o fizeram, Espero te ver de novo, de preferência pagando
meu almoço e Deus te abençoe! Eu sou Marcelo Veiga, jornalista, bacharel
em Direito, investidor, autor dos livros “Só Não é Rico Quem Não Quer” e “Fábrica
de Milionários”. Visite também o meu site pessoal em marceloveiga.com.br Estou saindo da loja com minha picape F-150 da
Ford. Coisa mais linda do mundo! – Heeee…
– Tá de carro novo é? – Oi?
– Está de carro novo? – Carro novo!
– Deixa eu dar um zoom na frente! – Tira uma foto!
Olha minha mulher ali óh, óh, óh… Minha esposa ali me filmando… Hoje é um dia muito importante na minha vida.
Muito importante. Eu vim buscar o meu primeiro carro americano.
Aí você diz assim: “Mas você não falou que comprar carro é para otário? Como
é que você compra um carro?”. Então eu vou dizer para vocês: Eu estou
comprando um carro americano porque eu deixei de ser “otário” e não comprei carro
durante muitos anos, e andei a pé durante muitos anos, para hoje poder ter esse carro,
certo?! Por isso hoje estou podendo comprar um carro americano nos Estados Unidos. Bom, deixa eu dirigir aqui um pouco, pessoal.
Daqui a pouco a gente se fala. Que cara eu estou…
Obrigado Senhor! Obrigado meu Deus! Obrigado meu Deus por tanta benção!

 

como, enriquecer, na, bolsa, como enriquecer, como enriquecer na bolsa, online, como enriquecer online, formula, formula online, de, valores, mercado, açoes, mercado de açoes, bovespa, investimento, tesouro, direto, tesouro direto, poupança, day, trade, day trade, digital, marketing, marketing digital, bitcoin, marcelo, veiga, marcelo veiga, dinheiro, dividendos, rico, milionario, fundos, imobiliarios, educaçao financeira, guia, acoes, guia de acoes, guia de açoes, grande, ciclo, da

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Marcelo Wagner

Marcelo Wagner

%d blogueiros gostam disto: