Entenda os mais recentes capítulos da crise na Venezuela – Folha Explica #20

Entenda os mais recentes capítulos da crise na Venezuela – Folha Explica #20

Vamo lá? A gente começa esse Folha Explica com duas perguntas Primeira: o que esse cara tá falando? É esse cara? O que esse cara tá aqui pela terceira vez falando sobre a Venezuela? Essa é fácil. É que por lá nem Maduro nem os opositores param de agitar coisas e ninguém mais
entende o que está acontecendo No último fim de semana de julho, Maduro
levou a cabo a sua ideia e realizou eleição de uma nova assembleia
constituinte, que é um grupo de pessoas reunidas com o poder de alterar ou
redigir uma nova constituição A oposição boicotou o pleito e, em vez de ir às urnas, foi às ruas com protestos violentos, numa batalha campal que acabou
com mais de uma dezena de mortes Já são mais de 100 mortes na Venezuela
desde que as coisas começaram a complicar por lá no começo desse ano. Agora a segunda pergunta: o que vai acontecer? Essa resposta, meu amigo, é complicada, afinal de contas a gente está falando de
Venezuela. Mas vamos lá. Os 545 membros da Assembleia Constituinte são
chavistas, já que a oposição se recusou a participar Eles vão se reunir no mesmo prédio da Assembleia Nacional e ocupar o salão
oval, que é bem em frente ao plenário O parlamento venezuelano, é bom lembrar, é de
maioria opositora Como não tá bem definido como as
duas assembleias vão dialogar, a expectativa é de climão Quanto tempo a assembleia vai durar não dá pra saber, porque o próprio órgão que vai definir Eu calculo, provavelmente… Uns 100 anos Mas os analistas dizem que o go… go… Que o go… go… Que-o-governo Quer mais é rapidez, então faça sua aposta em meses, e não em anos Também não tá claro
o que vai sair dessa constituinte Os maduristas têm anunciado ideias
para reformar a Justiça, para combater o que eles chamam de terrorismo e para
diminuir a dependência do petróleo dentro da economia do país A oposição diz que é tudo jogo de cena para reprimir os contrários e
aumentar o poder do presidente Outra incógnita é saber se depois de
pronta essa constituição vai ser aprovada nas urnas, como foi com Hugo Chávez em 1999, ou se vai ser na base do atropelo. Sondagens apontam que mais de 70% da
população rejeita a ideia de uma nova carta magna Ninguém na vizinhança está feliz com a situação na Venezuela Países como o Brasil, Colômbia, México e Argentina repudiaram a eleição Os Estados Unidos anunciaram sanções contra o país e Donald Trump chamou Maduro de ditador No meio de tanto incógnita os dois
lados voltaram a radicalizar Quem é contra o regime começou a espalhar barricadas
pelas ruas como forma de protesto Em resposta, Maduro deteve líderes
da oposição, encurtando o pavio desse barril de pólvora que é a Venezuela. Analistas concordam que a saída para a crise não é fácil e deve passar por
um acordão com ajuda internacional para arbitrar esse processo Até porque se fosse fácil eles já tinham resolvido por lá Tá, mas o que eu tenho a ver com isso? Fera, o país já tá vivendo uma crise política, uma crise
econômica e uma crise humanitária, mandando centenas de imigrantes para fora das fronteiras Se a crise política se agravar, a Venezuela corre o risco de se transformar num sistema permanentemente não democrático, o que traria uma grande
instabilidade para a parte sul das Américas Fechou aí, posso ir embora? Tão gostando dos vídeos? Você já sabe o que fazer Se inscreve no canal do YouTube da TV Folha… Da TV Folha no YouTube! Eu sempre erro essa… Obrigado!

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Marcelo Wagner

Marcelo Wagner

%d blogueiros gostam disto: